Hora local: 17:42
logotipo
Você está aqui: Página inicial

NOVO ACESSO À IGREJA DE VALADARES VALORIZA MONUMENTO DA ROTA DO ROMÂNICO

2017/12/04

O presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, inaugurou, a 1 de dezembro, a obra de abertura e pavimentação do acesso à Igreja de Valadares, designada de Rua Padre Alcino Monteiro.
Sendo uma obra que para Paulo Pereira "deve orgulhar todos", pelo facto de, "em primeiro lugar, servir a população, e depois, valorizar o monumento integrado no percurso turístico-cultural da Rota do Românico e melhorar a acessibilidade dos turistas".
"A atração turística passa em muito pela valorização do território e, por isso, a nossa aposta na melhoria das acessibilidades em locais estratégicos, nomeadamente onde se encontram localizados elementos de elevado valor patrimonial".
O edil baionense deixou uma palavra de agradecimento a todos os intervenientes no processo, desde a presidente da Junta de Freguesia ao Padre Jorge Coutinho, passando pelos técnicos da autarquia, tendo elogiado a atuação perseverante de todos.
Ilda Borges, presidente da Junta de Freguesia de Valadares, sentiu-se muito orgulhosa por ser uma obra que há muito ansiava para a freguesia e por remeter para o Padre Alcino Ribeiro.
Na sua intervenção, Ilda Borges salientou a ação benemérita do proprietário do terreno, cuja cedência do terreno foi fundamental para a concretização da obra.
"Uma palavra de agradecimento aos familiares do Padre Alcino Monteiro, a todos os que colaboraram - e foram muitos - e claro, à Câmara Municipal de Baião"
Tratou-se de um investimento da Câmara Municipal de Baião de 50 mil e 610 euros e consistiu na abertura, pavimentação e construção de muros de suporte no acesso à Igreja. Foram ainda criados alguns lugares de estacionamento. A obra foi benzida pelo pároco da freguesia, Jorge Coutinho.
A cerimónia contou, ainda, com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Baião, José Pinho Silva; dos vereadores Anabela Cardoso, Henrique Ribeiro e Miguel Dinis Correia; do vigário de Baião, Padre Joaquim Ribeiro; deputados municipais; autarcas de freguesia; representantes de entidades locais; familiares do Padre Alcino Monteiro e população local.
A animação ficou a cargo do grupo de Bombos e do Rancho Folclórico locais.

Homenagem sentida

Foi com emoção que se lembrou a figura ímpar do Padre Alcino Monteiro.
Um pessoa feliz, um homem livre, humilde e acarinhado por todos na missão sacerdotal, social e cultural nas paróquias de Viariz e de Valadares, onde esteve quase meio século, até à data do seu falecimento, foi assim que foi lembrado pela presidente da Junta de Freguesia, pelos Padres Joaquim Ribeiro e Jorge Coutinho e pelos seus familiares.
Esta homenagem póstuma ao Padre Alcino Monteiro ocorreu, após a inauguração do acesso com o seu nome, no adro da Igreja de Valadares onde vai perpetuar para sempre a sua "presença" através da colocação do seu busto.
O Padre Alcino Monteiro nasceu em 1926, na freguesia do Grilo, concelho de Baião, tendo vindo a falecer em 1999.
Cursou os seminários da Diocese do Porto, onde teve como colega o futuro bispo de Setúbal, D. Manuel Martins, foi ordenado presbítero na Sé de Catedral em 12 agosto de 1951.
Celebrou "Missa Nova" na sua freguesia natal em 2 de setembro do mesmo ano. Fora, então, nomeado para a freguesia de São Tiago de Valadares. Em 1954 assume também a paróquia de Viariz.
Desde o início e durante dez anos ficou alojado na casa de Diagares, antigo solar da família "Pereira". O estado avançado de degradação em que o mesmo edifício se encontrava levou a paróquia a mobilizar-se para a construção de uma residência nova.
Foi neste contexto de realização de peditórios e de cortejos para a angariação de fundos que o Padre Alcino adquiriu um gravador, recolhendo cantares tradicionais em toda a freguesia e constitui o primeiro grupo, fundador, que viria, a afirmar-se como a principal instituição da sociedade civil freguesia: o Rancho Folclórico «As Ceifeiras de Valadares», recentemente integrada na Federação do Folclore Português

 

Outras notícias