Hora local: 19:47
logotipo
Você está aqui: Página inicial

FOGO-DE-ARTIFÍCIO PROIBIDO DEVIDO AO RISCO DE INCÊNDIO

2017/08/18

Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil ativado

No seguimento da decisão do Governo de decretar preventivamente a situação de calamidade para 155 concelhos do país, entre os quais Baião, o lançamento de fogo-de-artifício fica proibido até às 24h00 de 21 de agosto.

Consulte aqui o despacho governamental.

Esta decisão governamental decorre do elevado número de incêndios verificados nas últimas semanas, bem como da sua gravidade e ainda da previsão de temperaturas altas e ventos fortes, que podem resultar em novos incêndios igualmente graves.

De referir que no dia 18 de agosto vigorava o alerta especial laranja da Proteção Civil no distrito do Porto e o risco máximo de incêndio no concelho de Baião. No dia 19 de agosto o alerta evoluiu para vermelho.

Ao ser decretada a situação de calamidade foram também ativados de forma automática o Plano Distrital de Emergência de Proteção Civil, bem como o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Baião.

Neste contexto realizou-se uma reunião da Comissão Municipal de Emergência de Proteção Civil (composição reduzida), na qual participaram o presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, o Comandante do Posto da GNR de Baião em substituição, Sargento-ajudante Edgar Pires, os Comandantes dos Bombeiros de Santa Marinha do Zêzere e de Baião, respetivamente Márcio Vil e José Costa e o Comandante Operacional Municipal de Proteção Civil, José Manuel Ribeiro.

Durante a reunião, foi também feita uma recomendação para que não se realizem atividades com elevada concentração de pessoas em espaços florestais, visto não estarem reunidas todas as condições de segurança para esse efeito.

A proibição do lançamento de fogo-de-artifício poderá ser prolongada, estando dependente da avaliação que for sendo feita dos fatores de risco.

Outras notícias